Padrinhos
Missionários



Per la nuova evangelizzazione

O que é um Padrinho Missionário?

Os membros de Vida da Comunidade Sementes do Verbo ofertaram suas vidas para a Nova Evangelização, dedicando-se exclusivamente a Missões no mundo. Confiando na Providência Divina, que passa por pessoas e gestos concretos, a Sementes do Verbo desenvolveu o projeto Padrinhos Missionários da Nova Evangelização. Uma forma de apoiar as missões e se tornar um evangelizador conosco. O valor arrecadado é gerido de forma comum para as necessidades de todos, incluindo: formação, seminário, missões, passagens, assistência médica, entre outras.

Seja um Padrinho Missionário

Ao escolher ser Padrinho Missionário você contribui para a formação de jovens e adultos missionários, a formação de novos padres para a Igreja e famílias consagradas a tempo integral a serviço da Nova Evangelização. A sua contribuição ajuda a levar a Palavra de Deus para muitos lugares e, assim, semear as sementes do Verbo. Ser Padrinho é também ser missionário conosco. A Comunidade vive a graça da Adoração Perpétua, e se compromete a rezar diariamente por cada padrinho. O valor doado é destinado ao missionário e às necessidades da missão. Atualmente, são mais de 200 missionários espalhados em seis países, servindo em diversas missões. São famílias, jovens, irmãs e irmãos consagrados, seminaristas, padres, todos disponíveis ao serviço de Evangelização.

"Dê cada um conforme o impulso do seu coração, sem tristeza nem constrangimento. Deus ama o que dá com alegria." (2 Cor, 9-7)

Porque ser um padrinho?

A evangelização pode fazer a diferença na vida das pessoas. Seja um Evangelizador conosco!

Meta de Março 34%

Depoimentos de Padrinhos Missionários

“Ser madrinha missionária é abraçar o chamado para amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, como nos ensina Mateus 22:37-39. É sentir o chamado Divino de estender a mão para auxiliar aqueles que levam a luz do Evangelho a lugares onde ainda não chegou, a corações sedentos por esperança e redenção e sobretudo, é poder ter o apoio de uma comunidade que constantemente te chama a conhecer mais de Jesus e seus ensinamentos.”

“Desde muito cedo a minha prima já sabia que não poderia ter filhos, mas por misericórdia divina ela conseguiu engravidar. Um certo dia durante a missa na Basílica Santuário de Nazaré, em Belém, o bebê não mexeu fazendo a minha madrinha e prima-irmã caírem em lagrimas. No coração, elas sabiam que seria a única oportunidade de terem neto/filho. Assim começou uma corrida contra o tempo para salvar a vida do bebê. O Bento nasceu com 27 semanas, prematuro extremo com os pulmões muito fraco u, saiu da mãe direto para a incubadora onde ficou 90 dias na UTI. Dias esses de muita oração, angústia, altos e baixos. Graças ao Bom Deus contamos com as orações e acolhimento da Comunidade Sementes do Verbo. Foram muitas preces para que ele conseguisse respirar sem ajuda de aparelhos. Hoje, a família se alegra com os sorrisos e o crescimento do guerreiro Bento.”

Quanto menos esperamos, Deus nos faz viver e reviver experiências da forma mais criativa possível.

Conheci a irmã Edith em um um grupo de jovens católicos na universidade. Nesse período, vivemos o sonho juntas de transformar a sociedade e construir um mundo melhor e renovado em Cristo. Seguimos trajetórias diferentes mas parece que essa chama sempre esteve acesa. Manifestando-se de maneira diferente, mas sempre acesa.

Hoje eu escolhi a carreira acadêmica e moro fora do Brasil. Por viver uma vida que se resume em dar aulas e fazer pesquisa, também vivo uma realidade distante da realidade de missão em comunidade. Só não sinto ser mais distante depois de eu ter me tornado parte madrinha dos projetos da Comunidade Semente do Verbo. O convite através da irmã Edith acabou sendo um convite pra também reviver grandes lembranças das melhores experiências que já tive em missão, mesmo que, dessa vez, longe e através de fotos e vídeos. As notícias que a irmã Edith me repassa me faz lembrar que mesmo de forma diferente, todos nós ainda assim contribuímos pra que a missão aconteça.

E sempre que acho que não estou vivendo a missão que me foi apresentada na época da faculdade, a Irmã Edith me lembra:  “Você é nossa madrinha.” Dela, eu recebo as fotos, os convites para retiro, os vídeos, as notícias. Apesar de saber que estou presente nas missões tanto através da comunhão da eucaristia como nas orações, as novidades que recebo como madrinha não me deixam esquecer que a minha contribuição é tão concreta como se eu estivesse presente com a comunidade. E à essa oportunidade, eu sou extremamente grata.

E assim, a missão de construir um mundo melhor que me foi apresentada há muitos anos, hoje me é apresentada de forma diferente. E eu venho aqui agradecer pela oportunidade de poder viver essa missão com a comunidade Sementes do Verbo que, mesmo de longe, me ajuda a crescer em fé e a multiplicar os frutos da minha fé em Cristo.

“Todo aquele que der ainda que seja somente um copo de água fresca a um destes pequeninos, porque é meu discípulo, em verdade eu vos digo: não perderá sua recompensa.”

Com esta Palavra no coração, aproximei do Carisma para ser um bem feitor, um comprador de biscoitos. Em um momento em que titubeava na Fé, Nosso Senhor envia uma de suas pequeninas e depois outra para me dizer “volta para tua Casa”. Não foi fácil, o Espírito Santo sabe, fui evangelizado por estas pequeninas com tudo, até com palavras.

Como não desejar o mesmo ao próximo? Como não rogar a Deus que mais almas recebam a mesma formação amorosa de seu Pai? Como não devolver um pouco do que Ele me deu, de graça, para ajudar a espalhar estas Sementes pelo mundo? Esta é a missão que me cabe, Senhor? Ser padrinho missionário? “Eis-me aqui.”

“A uns ele constituiu apóstolos; a outros, profetas; a outros, evangelistas, pastores, doutores, para o aperfeiçoamento dos cristãos, para o desempenho da tarefa que visa à construção do corpo de Cristo.”

Meu nome é Dienne do Espírito Santo, conheci a comunidade Sementes do Verbo participando junto com meu grupo de oração Terço das mães pelos filhos de uma Espiritualidade na Igrja do Carmo que teve como tema : “Nos braços da Mãe” em fevereiro, e neste mesmo dia no almoço um rapaz da comunidade sentou-se a meu lado muito acolhedor e contando sobre sua vida como irmão desta comunidade, fiquei encantada e muito feliz com tudo e logo que falaram que poderíamos ajudar a comunidade sendo padrinhos dos missionários meu coração palpitou de alegria e a imagem daquele rapaz que esteve no almoço comigo veio em meus pensamentos. No dia 16 de fevereiro a irmã Luiza entrou em contato comigo apresentando o projeto e sem dúvidas disse “SIM” e antes dela dizer que poderia ser qualquer missionário, falei a ela que seria o IRMÃO DANIEL.
Hoje louvo e agradeço a Deus porque posso contar com meu afilhado unidos em oração um pelo outro e nós por todos da comunidade Sementes do Verbo. O lindo de tudo isso é que quando estou passando por momentos de deserto ele sempre me manda mensagens que aliviam minhas dores. Por 1 ano percebi o agir de Deus em minha vida através desse meu querido afilhado, e que tive a graça também de uma agradável visita em minha casa , confortado até o coração da minha mãe que tanto precisava. Dia 4 de março faço 1 ano que sou MADRINHA do meu querido IRMÃO DANIEL e continuarei até quando Deus quiser.
Que Deus em sua infinita misericórdia abençoe a todos da Comunidade Sementes do Verbo.

Ofereço minhas orações perpétuas a toda a comunidade.

Obrigada por ser um Evangelizador conosco!

Abrir bate-papo
A Paz!
Como posso ajudar?